Será que as pessoas que falam outro idioma são mais inteligentes?

Recentemente o site de notícias VOA – Voice of America publicou um artigo intitulado “Are people who speak more than one language smarter?” – Será que as pessoas que falam outro idioma são mais inteligentes?

Outro idioma?

Achei o artigo interessante e gostaria de compartilhar com vocês o que acho sobre o assunto.

Uma das primeiras coisas que me passou pela cabeça quando li o artigo foi sobre algumas recordações de parentes e amigos me dizendo o quão inteligente eles acreditam que sou por saber falar inglês com certa fluência.

Se você sabe falar inglês fluentemente e principalmente se aprendeu por conta própria, daí esta percepção de superinteligência fica ainda mais óbvia. Porém, além de um certo grau de inteligência, acredito que outras habilidades são necessárias para uma pessoa aprender outro idioma. Primeiro vejamos o que foi descoberto no artigo.

 

A Pesquisa

De acordo com uma pesquisa publicada neste artigo do site VOA News, até os anos 50 quem falava dois idiomas tinha baixas notas nos testes de inteligência. Já a partir dos anos 60, quem era bilíngue conseguia notas muito maiores do que quem era apenas monolíngue (pessoa que fala somente um idioma).

Recentemente, através de testes chamados “sistema de controle executivo”, a pesquisadora Ellen Bialystok, da Universidade de Toronto no Canadá, conseguiu provar que pessoas que falam dois idiomas são de fato mais inteligentes que outras, porém essa inteligência é mais evidente em habilidades específicas.

A pesquisa mostrou que quem fala outro idioma tem uma capacidade de comunicação muito maior do que quem é monolíngue, além disso, quem fala duas línguas consegue distinguir melhor o significado de uma palavra, chegando até a separar melhor os seus vários sentidos em diversos contextos (o que acontece muito na língua inglesa, por exemplo).

O estudo também provou que quem fala dois idiomas tem uma capacidade maior de controlar sua atenção. Isso seria possível por que quando estamos falando em outro idioma (em inglês, por exemplo) temos que sobrepor uma língua sobre a outra, exigindo um maior controle de atenção de nossa parte ao falarmos.

 

Meu Ponto de Vista

Muito se discute se quem fala outro idioma é mais inteligente ou não. Eu acredito sinceramente que para uma pessoa aprender outra língua existe muito mais envolvido do que simplesmente inteligência.

Imagine por exemplo que você seja considerado uma pessoa muito inteligente, ao estudar um idioma você reter as regras gramaticais rapidamente, tem certa facilidade com a pronúncia e consegue se expressar bem o que deseja no novo idioma. Talvez isso aparente que você tenha todas as habilidades necessárias para se tornar um falante fluente neste idioma, porém você não conseguirá falar fluentemente apenas com sua inteligência e aptidões.

Muitos outros fatores estão envolvidos no processo de aprendizagem de um idioma. E um dos fatores que acho muito importante e que noto poucas pessoas prestarem a devida atenção está na organização. Se você for desorganizado em seus estudos, principalmente como autodidata, como espera manter um nível de crescimento aceitável em seu idioma?

Observe a analogia abaixo muito comum entre estudantes autodidatas:

Imagine que hoje você estude 30 minutos, amanhã mais 10 minutos, depois de dois dias 1 hora e meia, três dias depois 2 horas e assim por diante. Uma pessoa que estuda neste ritmo com certeza não verá bons resultados de seus estudos a curto nem ao menos a longo prazo, fazendo-o regredir ao invés de progredir em seu idioma.

Quem é organizado nos estudos tem facilidade em aprender mais rapidamente um idioma do quem não é. Veja como se tornar mais organizado em seu estudo do idioma.

 

Como tornar seu estudo do idioma mais organizado?

booksTodos sabem que a organização é essencial em tudo que fazemos, ela nos traz resultados muito mais satisfatórios e muito mais rapidamente. No estudo de seu idioma não pode ser diferente.

Você tem que definir horários diários para estudar, a escolha de um local apropriado onde não seja interrompido também é muito importante. Além disso, sempre escolha a matéria/assunto que lhe traga mais resultados e que você se sinta mais a vontade ou que tenha mais prazer em estudar.

Por exemplo, alguns dos assuntos que mais gosto e que mais estudo para melhorar meu vocabulário são os “collocations”, as “expressões idiomáticas”, os “false friends”, os “Phrasal Verbs”, além das “gírias/slangs” é claro.

Quando as estou estudando sei que sempre estou aprendendo algo diferente, novas palavras e expressões que são usadas no nosso cotidiano. Embora eu ache o estudo da gramática importante, acredito que não adianta passar uma hora ou duas estudando a gramática se você não se sente motivado a isso. Isso os desmotivará e você não evoluirá em seu idioma.

Se você se mantiver motivado e organizado em seus estudos, tenha certeza que com tempo você notará que seu inglês dará um salto em tanto. A organização nos meus estudos é algo que faço desde que comecei a estudar inglês e quem tem me ajudado imensamente a melhorar meu vocabulário.

A organização nos estudos é só um exemplo de muitos de que você precisa muito mais que sua inteligência para aprender outro idioma. Se você for muito organizado, mas se não souber manter a atenção nos assuntos principais ou que te traz mais resultados, você também não verá bons resultados.

O importante é sempre ter um equilíbrio, use alguma qualidade que tenha para sobrepor alguma deficiência. Além de estudar no que te dar mais prazer e resultados, é claro.

 

E você o que acha? Quem fala dois idiomas são de fato mais inteligentes?

Compartilhe conosco sua opinião, você acredita que quem fala outro idioma é mais inteligente do que quem não fala? Se você concorda, por quê? Se discorda disso, também nos explique seu ponto de vista.

Conte-nos também como você organiza seus estudos e se ele está lhe trazendo os resultados desejados/esperados. Aguardo comentários. Cya!

 

Dicas Recomendadas

Tags: , ,

Artigo escrito por:

Renato é estudante de inglês auto-didata, lecionou aulas particulares por dois anos. Atualmente escreve para o Blog Inglês na Rede e apresenta o EnglishCast, podcast voltado para os estudantes de inglês.

  1. Oi Renato,
    Vim conferir seu blog e me deparei com esse texto. Bem interessante, e, como uma pessoa que não é naturalmente muito organizada, tenho que dizer que é verdade: um pouquinho de organização facilita MUITO a rotina de inglês.

    • Olá luiza, vamos combinar que um pouco de organização facilita em tudo que fazemos. Acredito que no estudo do inglês não é diferente. Obrigado pelo comentário, apareceça mais vezes. :)

  2. ooi renato…
    Eu li seu texto e realmente não acho que pessoas que falam mais de um idioma sejam mais inteligentes que outra logo pq eu falo portugês, inglês, japonês e espanhol castelhano e estou estudando francês e não me axo superior a ninguem principalmente nessa área do estudo ou da facilidade de aprendizagem.

    • Olá Caique, eu concordo plenamente com você. Como você pode ter observado no artigo, eu não digo que quem fala outro idioma é mais inteligente do que quem não fala e sim que por ser organizado, ter objetivos claros sobre o idioma que quer estudar ele acaba tendo mais facilidade do que outras pessoas.

      Muito obrigado por seu comentário, além disso meus parabéns você de fato é uma pessoa muito inteligente e esforçada. Cya around!

  3. Olá, Renato.
    Adorei o texto e concordo com ele, organização é fundamental. O seu site é bom demais!! Não consigo deixar de ler as dicas.

    Abrços.
    Elaine.

  4. Olá Renato.

    Muito bom o seu texto. Acho que existem inteligências específicas. Tem gente que tem mais habilidade com números, outros com a língua, e assim por diante. Talvez ele seja mais inteligente naquela área, mas não quer dizer que seja em outras. Portanto, creio que a resposta seja não, se analisarmos o geral. Até porque o conceito de inteligência é meio relativo.

    Abraço e parabéns pelo blog!!

    Ueritom

    • Ueritom eu concordo com você em gênero, grau e número. Eu sou um exemplo vivo disso, quando estudava sempre era péssimo em matemática e muito bom em português e inglês. Por aí você já pode ter uma ideia. Além disso, como você escreveu o conceito de inteligência é relativo, há muitos outros fatores envolvidos para chamar alguém de inteligente só por que ele fala outro idioma.

      Muito obrigado pelo comentário e é muito bom saber que você está gostando de nosso Blog. Abraços! :)

  5. Eu acho q qm fala um idioma tem por obrigação ser inteligente não é facil falar uma lingua por isso acho que a pessoa q fala outro idioma é inteligente sim.. aliás as aptidoes ajudam e mt e eu tenho, mas o que me falta é organização… sabe trabalho escola estressa e tira minha rotina do ingles.. vou e volto no ingles.. mas nao desisto otima dica sempre eh bom ler .. sobre esses good tips.

  6. Antes de qualquer coisa, parabéns a todos pelos comentários que enriquecem o debate!
    Concorco com o Ueritom, inteligência é realmente mt relativa.

    Acho que estrangeiro é realmente um “vitamina” para o cérebro, pois exercitamos memorização, interpretação, criatividade…

    Aos futuros bilíngues (que estão aprendendo o inglês agora, por exemplo) tenho uma boa notícia:

    Fiquem “fera” nesse novo idioma e em muito breve, e com muito maior velocidade vcs vão aprender um terceiro ou quarto idioma!

    As sistemáticas para aprender um terceiro idioma serão “iguais” àquela que usamos agora, estudando o inglês por exemplo, por isso aprendemos mt mais rápido.

    Além do mais, sempre ficamos curiosos em saber “tudo” em todos os idiomas que dominamos. Ou seja, se eu souber uma determinada palavra ou expressão em inglês, vou querer saber também em espanhol, francês, alemão, seja lá qual for o terceiro/ quarto idioma.

    Em resumo: pra se tornar um poliglota é “moleza”, desde que nos organizemos! Estudar pelo menos 30 minutinho por dia é uma boa…

    Hugs guys! Abrçao a tds!

  7. Muito legal a matéria, eu falo espanhol, há +/- dois anos estudo ele sozinho e nunca pensei que podesse aprender outra lingua sem fazer um curso ou algo do tipo.

    • Eliabe, muita gente quando tá começando pensa que é muito difícil, coisa de outro mundo mas na verdade só precisa de um pouco de diciplina e estudo. Com tempo os resultados vão surgindo. Parabéns por sua iniciativa em aprender outro idioma e boa sorte nos seus estudos. Abraço!

  8. Daniel Ramos da Silva

    Olá , muito prazer, estava em busca de resposta quem será a pessoa que mais fala idioma no mundo, eu falo e escrevo english, español, italiano, japones( nihongo) português como primeira lingua. e seu algumas frases suomi finlandes, mandarin ,français frances, russo. eu amo as linguas. estou tentando cada vez me aperfeiçoar. estou fazendo universidade de letras habilitação e traduçao english/portuguese.
    thanks, kiitos spasibo, xiexie, arigatou, shukran, merci, grazie, obrigado, gracias danke schoun.
    skype danielpottercullen

    • Poxa Daniel, você é o cara mesmo! Nunca conheci alguém que soubesse tantos idiomas. Meus parabéns e continue assim! :) Sucesso!

    • danke schön! dica :-)

        • tb quero saber!!
          #ótimo debate ^^
          Rê eu comecei a aprender italiano (on line) nas férias do ano passado, desse ano não houve muito progresso porque eu não consigo me focar numa só coisa.se eu não tivesse parado já teria um bom conhecimento, mas de certa forma perdi o estímulo. vou Focar no inglês.
          Mas qdo quiser desenferrujar o espanhol tamo junto ^^

          • Poxa que legau Tha, não sabia que você tinha interesse em espanhol. Mesmo assim, você acabou de achar um parceiro enferrujado em espanhol para praticar. rrsrsrsr Cya girl! :)

          • Exatamente Rê, eu fiz dois anos e meio num cursinho prifissionalisante-FAETEC há cinco anos atrás haha, entregando a idade, e parece que só sei o basicão por demorar a estudar- join me!

  9. Oh, thanks, you are so smart and amazing. see you soon , my new friend.

  10. Oi Renato, muito boa a matéria , eu tenho uma pergunta. Como seria possivel eu organizar meus estudos com mais de um idioma, na verdade eu falo ingles ,alemao, russo e frances, queria saber como me organizar mais na hora de estudar, se é certo por exemplo tirar uma semana para cada idioma, ou um dia?
    se tiver uma dica me avise ok
    um abraco

    • Leo, pra ser sincero eu não tenho muita experiência estudando vários idiomas. Quando começei a estudar inglês, tentei aprender espanhol também ao mesmo tempo, mas só piorou a situação. Teve um tempo que percebi que não estava aprendendo nem um nem outro. Por isso decidir que primeiro ficaria fluente em um para depois começar em outro. Imagine então quatro idiomas.

      Eu acredito que um idioma é como nossa alimentação diária, temos que ter todos os dias se queremos ficar fortes e saudáveis, com a língua inglesa não é diferente. Me alimento todos os dias, seja através de um podcasts, artigo de notícias em inglês ou mesmo escrevendo uma dica aqui no Blog.

      Mesmo assim parabéns, você realmente é muito esforçado. :)

  11. po, meu amarrei nesse site, as dicas são ótimas e vou passar a me organizar melhor nos meu estudo de inglês, valeu ae!!

    • Leo, muito bom que você gostou do blog. Brigadão! E pode ter certeza que a organização de seus estudos só vai lhe ajudar.
      Qualquer dúvida estamos aqui para ajudar. :)

  12. Olá, estava pesquisando e achei seu blog muito interessante.
    E acho que uma das coisas que você tem que ter e ajuda muito é perseverança.
    Porque é uma lingua nova, a pronuncia é diferente entre outras coisas. Já vi várias pessoas desistindo. Você tem que ter a vontade de aprender, o interesse. Tem que se sentir motivado a aprender isso entende?
    E claro que a organização ajuda e muito. Quando eu tenho alguma dificuldade em alguma coisa sobre o idioma, costumo colar alguns post its pela casa, assim quando passo vou lembrando da pronuncia do significado essas coisas.

  13. Cara, seu blog é muito legal! Esse é o terceiro post que leio, porque depois de ler o primeiro não quis mais parar. Falo inglês e português (óbvio!) e sou autodidata em francês, pois minha cidade é muito pequena e não há ninguem que fale. E descobri que ser autodidata é muito bom, porque quando você estuda como gosta e no ritmo que gosta a coisa anda muito melhor. Não acredito que quem fala dois ou mais seja mais inteligente que os outros, acho que é uma pessoa mais esforçada, atenciosa e determindada, porque falo inglês e português (a meu ver muito bem, modestia a parte) e sou uma verdadeira anta quando o assunto é matemática e física :\
    Mas a vida é assim mesmo. Continue com seu excelente blog.

    • Puxa, Artur! hahahah Você disse tudo cara! Somos duas “antas” no que diz respeito à exatas então Hhahahah

      Tenho a sorte de conhecer o Renato Alves pessoalmente, somos amigos equi em PE. Vc é de que estado?

      Também gosto muito de francês. Poderíamos trocar materiais de vez em quando!

      A tout, mon ami! See you

  14. Olá Renato,
    Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo seu blog. Gostaria que dissesse COMO me organizar, pois apesar de ter facilidade em aprender tenho muita dificuldade em relação à organização e isso tem me atrapalhando não só nos estudos de Inglês, como de outras matérias.
    PS: Tenho muito tempo disponível, só não consigo organizá-lo.

    Desde já agradeço..

    • Tamires, ultimamente eu tenho tido pouco tempo para estudar, então eu aproveito qualquer 10 minutos que tenho para ler, escutar, praticar meu inglês. Isso pode ser em um ônibus, esperando na fila do banco. Não importa. Mas como você tem tempo sobrando, então separe um horário que seja conveniente ou pela manhã ou a tarde. Também separa o material que irá estudar, para sempre seguir uma ordem onde estará sempre puxando de você, aprendendo mais.

      Acredito que assim, você verá alguma melhora eu seu inglês.

      Abraço e qualquer dúvida é só falar. :D

  15. por acaso viu o seu artigo, e me ajudou bastante, pois eu tenho que me organizar melhor para estudar ingles.
    estou fazendo o curso de ingles a 4 meses, mais estudo pouco em casa, e isso me atrapalha, me amarrei no seu artigo, só veio pra ajudar…..valeu!!!!!!!!

  16. Olá!
    Gostei muito do assunto, bastante interessante e tenho certeza que ajudou muita gente, inclusive eu. Realmente eu necessito de organização nos meus estudos com relação ao Inglês, quero me tornar fluente. :)
    Obrigada,parabéns !

    • Muito obrigado pelo apoio Fabrícia, nos organizar de fato é uma das grandes dificuldades. Principalmente de estudantes autodidatas. Mas com bastante esforço e determinação, é possível!

      Sucesso em seus estudos! =)

  17. Ola Renato,

    Fiquei muito interessada em seu artigo, porém gostaria de lhe fazer uma pergunta. Eu escrevo e leio em inglês até que bem, mas quando chega a hora de ouvir(entender) e falar é um problema. Por mais que eu escute musicas textos e etc, tenho e impressão que a lingua não entra na minha cabeça. Tem algum metódo especifico para isso?

    Abraços

    • Tem sim Patrícia e se chama prática… Quanto mais praticamos, mais “treinados” nossos ouvidos ficam e acabamos por entender com mais facilidade…. Não sei quanto tempo você estuda inglês, mas essa dificuldade é normal nos primeiros meses de estudo e pode variar de pessoa para pessoa.

      Minha é: não deixe de praticar, continue escutando em inglês.. Quando menos perceber, verá que terá melhorado. =)

  18. Olá amigos,

    Eu falo inglês e espanhol fluente e para chegar nisto eu só precisei de uma coisa: Motivação.

    Abs,
    Estevam

    • E basicamente é o que precisamos… Com motivação não tem material ou professor ruim, acabamos encontrando as informações que precisamos. Parabéns por seu exemplo Estevam! =)

  19. Olá, não creio que pessoas que saibam outro idioma sejam mais inteligentes, porém, concordo que são mais organizadas. Acho que além de organização a pessoa deve ter dedicação.

    Eu não sabia nada de carros até precisar procurar um sozinha e comecei a ver diferenças entre eles e conhecê-los…. até então para mim eram todos iguais….comecei pesquisando (dedicando)um tempo e me organizando para comprar o carro certo então se me dedicar, me organizar e claro querer, aprendo outro idioma mesmo que meu QI não seja tão elevado quanto de outras pessoas.

    • Exatamente Fatima, você acertou em cheio. Qualquer pessoa pode aprender inglês, francês, espanhol, física quantica, ou seja, tudo o que imaginar. Basta querer, se organizar e correr atrás. =)

  20. Acho que muito dessa questão de “mais inteligente” é mito. Claro que temos pessoas mais inteligentes que as outras, mas isso não impede que todos possam se esforçar e conseguir atingir objetivos ousados.

    “Disciplina” é a palavra. Estabelecer metas e se dedicar a elas é algo que qualquer um pode fazer. E, claro, uma boa dose de motivação.

    • Bronco, faço suas palavras as minhas. Você está certíssimo e acredito que foi esse um dos pontos do artigos. Qualquer um pode aprender, essa história de mais inteligente é coisa que as próprias pessoas colocam na cabeça, o que acaba dificuldade seu próprio crescimento e desenvolvimento.

  21. Boa tarde, Renato. Também sou auto-didata e já falo 6 idiomas em nível avançado e agora estou aprendendo chinês, japonês e espanhol. Concordo com tudo que você falou mas sugiro a você e seus seguidores em seu fantástico blog a terem cuidado com o que entendem como organização. Certamente, organização é importante em tudo. Mas comigo por exemplo, não funcionaria reservar um tempo diário para estudar. Eu estudo o dia todo, em todos os lugares.

    Tenho sempre comigo material impresso no bolso, papel rascunho e caneta. Estudo em casa, na rua, na fila do banco, no banheiro, leio dezenas de livros por ano mas nunca em português, o mesmo vale para filmes, revistas, gibis, programas que uso no computador etc… afinal, para praticar tantos idiomas eu preciso ser muito organizado, só que fixar horários de estudo por exemplo seria uma barreira. Mas claro que talvez isso só valha para mim. Então só quis passar para dar minha contribuição. Seu blog é muito bom. Continue fazendo esse trabalho de conscientização.

    Abraço.

    • Concordo totalmente com você Alessandro. Na verdade, se nós analisamos com cuidado, cada pessoa aprende de uma forma diferente. Eu mesmo sou uma prova disso, pois atualmente já não estudo da forma como expliquei no artigo.

      Eu gosto de pensar que a pessoa precisa aprender seu ritmo e aprender com nele, seja da forma como você estuda seus idiomas ou reservando alguns minutos ao dia para ler ou rever algum assunto. O importante é está sempre em contato.

      By the way, parabéns pelos idiomas. Se aprender um já é difícil, imagine 6. Good luck! =)

Se gostou deixe seu comentário!

Fico feliz em saber que quer particpar da discussão. Isso é fantástico! Apenas, por favor mantenha a pergunta relacionada ao tópico.
Para dúvidas não relacionadas ao assunto da dica, clique aqui. Now come back to study! :D