Como um professor de inglês mudou minha vida

Estuda inglês mas tem dificuldade? Não sabe se seus estudos
estão surtindo efeito? Está na hora de você tentar o Inglês na Rede.

Tudo o que você precisa para colocar seu
inglês em prática e atingir fluência.

Veja as vantagens de ser PRO

Quero compartilhar uma história bacana, uma história de como um homem mudou minha vida, para melhor. Uma experiência que não apenas revigorou meu desejo e entusiasmo pela língua inglesa, mas também uma prova que o futuro de uma nação está nas mãos de professores.

Mas, porque estou escrevendo aqui no Blog sobre isso? Tomei conhecimento semanas atrás que o Prof.º Kássimo faleceu. Essa notícia me deixou triste pelo o que esse prof.º representou para mim, em minha infância.

Mas o que ele fez por mim, deixe-me explicar, vamos voltar no tempo, para 2005, São José da Coroa Grande, PE.

 

Professor de inglês na sala de aula
O Prof.º é importante para ensinar e motivar seus estudantes.

 

São José da Coroa Grande, Pernambuco – 2005

Os leitores do Blog mais antigos devem saber que sempre sou estudante de inglês autodidata, nunca fiz curso de inglês em escola de idiomas. Isso é algo que coloco abertamente tanto no final dos artigos que escrevo aqui no Blog, como também na página Sobre.

Ser um estudante autodidata não é algo que me envergonha, por que iria?! Na verdade, me inspira ainda mais. Saber que aprendi, e continuo melhorando, algo que muitos pagam fortunas, é prazeroso e ao mesmo tempo, revigorante por si só.

Porém, poucos devem saber que o motivo que nunca fiz curso de inglês quando comecei meus estudos, não foi por ideologia ou por simpatizar com o estudo autodidata, e sim, por simplesmente não ter condições de pagar um curso.

Em 2005, eu morava em São José da Coroa Grande. A escola de idiomas mais próxima ficava em Barreiros, PE. E o custo mensal era em torno de R$ 120,00, isso sem falar as passagens de “Besta”, modo como é chamado as Vans por lá =P, para ir e voltar. Ou seja, uma fortuna para um menino de 13 anos com uma família grande, mãe solteira e assalariada.

Observando esse cenário, desde o início eu sabia que iria levar muito tempo para poder bancar um curso em uma instituição formal, optei então por começar a estudar por conta própria. Era a única saída que eu tinha para atingir meu objetivo, eu tinha que me virar/estudar como podia/desse.

 

Estudando como pode

E sabe como é o sistema do “estudando como pode”?

  • Indo a biblioteca pública da cidade em busca de livros em inglês;
  • Lendo livros relacionados a língua inglesa de mil oitocentos e bolinhas;
  • Enchendo o saco do único  professor de inglês do colégio público;
  • E claro, perturbando as poucas pessoas na cidade que conhecem sabiam inglês.

 

E é exatamente nesse último ponto que o Prof.º Kássimo se encaixa. Pois ele era uma das poucas pessoas da pequena São José da Coroa Grande que não apenas dominava a língua inglesa, mas também lecionada aulas particulares para os barões da cidade.

 

Professor de inglês Kássimo

O Prof.º Kássimo é algo que infelizmente não é comum em cidades grandes. Já morei em São Paulo, Fortaleza e Recife e geralmente a “dinâmica” dessas cidades é: cada um por si. Mas que exista, em sua minoria, não é comum encontrar professores que fazem o que ele fez.

E o que ele fez? Simples, ele ajudava a quem era interessado. Ele me ajudou, bastante. Ele via um garoto pobre, talvez sem muita perspectiva de futuro, porém com um interesse imenso sobre o idioma americano e sua cultura.

Em um período de alguns meses, o Prof.º Kássimo me ajudou dando conselhos no que eu deveria estudar, avaliou minhas traduções de músicas do inglês para o português, analisava se minha tradução estava de acordo com o contexto, e principalmente, sempre me deu incentivo de não desistir, independente das dificuldades.

Esse, acredito, foi uma das suas principais contribuições para meus estudos e minha vida. Saber que aprender inglês, ou qualquer outro assunto, é possível tendo determinação, bastante força de vontade, garra e foco.

Yes Baby!
I got it! 😀

Através de suas explicações e conselhos, ele me ensinou que o fato de ser negro e pobre não podia me impedir de sonhar e lutar para atingir meus objetivos. Na época, o meu objetivo principal era aprender inglês, mas se tirássemos o inglês e colocássemos qualquer outra palavra no lugar, os conselhos que ele me passou seriam mais que válidos.

São contribuições como estas que fazem os professores tão importantes para a sociedade. Não apenas pelo domínio de assuntos ao qual nós estudantes não temos, mas sim, por que professores podem tanto nos inspirar a ser profissionais melhores, como também podem nos inspirar a ser cidadãos melhores.

 

Fica a lição

No meu caso, o exemplo e o encorajamento que o Prof.º Kássimo me passou, me ajudou em ambas tarefas. Pois foi graças a seus incentivos e conselhos, que me ajudou a revigorar ainda mais minha gana em aprender inglês e que me levou a hoje falar, ler e escrever com confiança, clareza e habilidade nesse idioma.

Por último, quero dizer que estudar inglês sozinho não é o fim do mundo, porém, se você tem um professor que possa lhe auxiliar, lhe motivar e também lhe informar, aproveite. Não são todos que tem esse privilégio em nosso país, por isso não desperdice essa oportunidade.

Bons estudos! 🙂

Assine nossa Newsletter

Se junte a outros estudantes de inglês iguais a você e assine a newsletter para receber
artigos do Almanaque, perguntas da Sala e ficar informado da publicação de novas dicas de inglês.
Envio Semanal.

Você precisa está logado para deixar um comentário. Ainda não é membro, faça parte, é gratuito! :D

Logar ou Vantagens de ser PRO